quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Criando poesias

Você pode escrever poesias e enviar para o blog. Use o espaço do comentário para enviar a sua poesia. Para a sua segurança coloque apenas o seu primeiro nome, sua idade e o nome da sua cidade.



3 comentários:

Ellen Janete disse...

Era uma vez...

Era uma vez um menino travesso:
Aprontava tantas, punha tudo do avesso!
Um dia quebrou a perna e teve que pôr gesso.

Era uma vez um menino traquinas...
Gostava de puxar o cabelo das meninas.
Pulava o muro pra roubar tangerinas!

Era uma vez um menino arteiro:
Ficava aprontando o dia inteiro,
Espantando as galinhas lá no galinheiro.

Era uma vez um menino danadinho...
Não tinha educação, nem um pouquinho.
Fazia xixi e cocô no meio do caminho!

Era uma vez um menino malvado.
Levava bronca, aprontava dobrado!
Não tinha jeito, era todo virado...

Era uma vez um menino legal:
Bonzinho, educado, inteligente sem igual.
Sempre obediente e a ninguém fazia mal!

Ellen Janete disse...

Eu vi...

Eu vi um macaquinho fazendo macaquice
Pendurado pelo rabo. Que esquisitice!

Eu vi um ratinho correndo apressado Fugindo do gato que foi pro telhado.

Eu vi o gato andando no telhado
Sem medo de altura, muito sossegado...

Eu vi um cachorro esperto e peludinho
Pulando feliz, abanava o rabinho!

Eu vi um galo todo faceiro
Como se ele fosse o dono do galinheiro.

Eu vi um passarinho na hora do meio-dia
Pousado num galho, entoando uma melodia.

Eu vi uma vaquinha que tranquila pastava.
Por causa das moscas, seu rabo abanava.

Eu vi uma baleia lá longe, no mar Esguichando água, com seu filhote a nadar.

Ellen Janete disse...

"BOLHAS DE SABÃO"

COM UM CANUDINHO NA BOCA E UM COPO DE ESPUMA NA MÃO,
LÁ VAI FELIZ A CRIANÇA, FAZENDO BOLHAS DE SABÃO.

AS BOLHAS SAEM DIFERENTES NO TAMANHO E NA COR,
MAS LOGO SE DESFAZEM, POR ONDE A CRIANÇA FOR.

AS BOLHAS DE SABÃO, NÃO IMPORTA EM, QUE IDADE,
TÃO FRÁGEIS E PASSAGEIRAS, AINDA TRAZEM FELICIDADE!

QUE MUITAS VEZES COMPARAMOS COM AS BOLHAS DE SABÃO:
APESAR DE TÃO BELAS, DURAM POUCO... LOGO SE VÃO!